savings-2789112_640

O novo coronavírus, além de impactar a saúde da população mundial, está deixando uma marca profunda na economia. A suspensão do funcionamento de empresas de atividades não essenciais já causa preocupação, principalmente entre micro e pequenos empreendedores.  Diante das incertezas econômicas, como pagar as despesas se não há receitas? A resposta é a reorganização financeira.

Para as pessoas que não sabem como agir diante deste momento delicado da economia, o diretor da Associação Comercial Empresarial (ACE) de Jundiaí, o educador financeiro Pedro Braggio, recomenda um diagnóstico de todas as despesas e receitas dos próximos meses. “Este levantamento vai ajudar o empresário a enxergar o cenário da sua empresa e a tomar as melhores decisões.”

Pedro observa que esta reorganização financeira vai além da empresa e também deve ser feita com as despesas da casa. “Atrás de todo empreendedor tem uma pessoa com família e este planejamento também é importante.”

A dica de Pedro é: reavalie o orçamento, levando em consideração todos os custos e receitas da família. Priorize gastos essenciais com moradia, comida, água e luz, por exemplo. “Quem tem um ‘colchão financeiro’ tem dinheiro para suprir as necessidades por um período. Quem não tem, terá mais dificuldade em honrar com todos os seus compromissos. Por isso é importante identificar os gastos atrelados ao atual padrão de vida.”

Para ajudar as pessoas no enfrentamento desta crise, Pedro, que trabalha com um método diferente de reeducação financeira, disponibilizou vídeos gratuitos com temas sobre dívidas, avaliação financeira, entre outros assuntos. Para assistir basta acessar a plataforma Fique no Azul (http://fiquenoazul.com.br/) e fazer um cadastro.