shutterstock_1018654609

Quando falamos em investimentos, pensamos em um lugar físico (banco, bolsa de valores, corretora de valores) para guardar o dinheiro e fazer com que ele trabalhe para a gente. Quando pensamos em Bitcoin, o cenário muda de figura. Por ser uma moeda digital, ela não necessita de terceiros para funcionar: isso significa que você não depende de bancos, grandes corporações ou governos para movimentar seu dinheiro. Esta é a uma das principais diferenças entre o Bitcoin e outros ativos.
 

Esta moeda tem muita oscilação e, por isso, o risco é muito grande. Muita gente ganhou muito dinheiro e outras perderam muito também. No início do ano, o Bitcoin oscilou positivamente e, de lá para cá, já acumulou uma valorização de impressionantes de mais de 200%, mas ainda é cedo para saber se o Bitcoin vai chegar aos patamares do passado.


Por ser digital, o Bitcoin é intangível e, apesar de ser um mercado ainda não-regulado – ou seja, não existe um agente para reclamações, por exemplo – ele circula livremente em transações e investimentos.


Se você está pensando em investir em Bitcoin, aconselho a, primeiramente, buscar informação sobre este ativo. Lembre-se, o melhor investimento para você é o que vai de acordo com o seu perfil de investidor. Por isso, para avaliar se o Bitcoin é uma boa opção para ser incluído em sua carteira de investimentos, procure analisar se você se encaixa no tipo de investidor que é arrojado, aquele que sabe que o retorno está ligado ao risco assumido. Comece com 5% do valor que você tem para ser investido nesta modalidade e vá experimentando o mercado.


Algumas empresas e países já aceitam, o Bitcoin e outras moedas digitais que já estão surgindo no mercado, como forma de pagamento. Mas fica aqui um alerta, cuidado com este tipo de investimento que pode se transformar num jogo, ou pior, num vício. Importante se controlar saber a hora de parar, fique atento às suas perdas ao garimpar no mercado financeiro em busca de lucratividade. Informe-se bastante sobre o assunto e, principalmente, sobre os riscos, antes de começar a investir. Espero que faça bons negócios.

 

 

PEDRO BRAGGIO é educador e terapeuta financeiro.

Autor do livro dinheiro é bom e eu gosto e coautor do livro empreendedor total.

Há mais de 25 anos criou o método e Sistema de Reeducação financeira Pedro Braggio.

Ministra palestras cursos e treinamentos financeiros em todo o Brasil.


bitcoinsbitcoinmoeda financeirafinanças